A Happy House in a Black Planet: Introdução à Subcultura Gótica
Novos Artigos sobre a Subcultura Gótica

O GÓTICO E A PARÁBOLA DO ELEFANTE

Creio que a maioria já deve conhecer a parábola oriental, provavelmente Sufi, dos cegos e do elefante. O que segue abaixo é uma versão adaptada para comentar a questão das tendências internas da subcultura Gótica.

"Em um país de cegos, um dúzia dos maiores sábios foi chamado pelo Rei Cego para definir o que era um elefante. O primeiro apalpou a tromba e disse: "O Elefante é como uma cobra áspera". O segundo sábio, já discordou dele, enquanto apalpava a barriga do elefante:" O Elefante é uma grande bola rugosa". O terceiro discordou dos dois anteriores, apalpando as presas de marfim: "O Elefante é um par de espadas de pedra lisas". Assim, sucessivamente, um após o outro, todos os doze sábios cegos foram discordando entre si sobre o que é o Elefante. Como nada se resolveu, cada um dos sábios cegos voltou para sua cidade natal fundou uma escola filosófica diferente sobre o Elefante, e hoje, passados séculos e séculos, seus díscípulos continuam brigando entre si..."

Todo o status dessas escolas dependem de que ninguém veja o todo do Elefante :-)

O mesmo acontece com o Gótico: Um diz que é Punk, e briga com outro que diz que é Goticismo, e o outro diz que é Pos-Punk briga com o que diz que é Darkwave, e o Que diz que é Vitoriano briga com o que diz que é Expressionismo, e o que diz que é Romântico briga com o que diz ser Individualista, o Decadentista briga com o Medievalista, o Deathrocker com o Vampiro e todos brigam entre si ...e assim por diante.

Na verdade todos estão certos em parte, e errados na totalidade :-)

As partes constituintes ou elementos influenciadores não definem nem determinam um conjunto, principalmente no caso de cultura e grupos sociais.



H. A. Kipper, Outubro de 2009

Novos Artigos sobre a Subcultura Gótica
A Happy House in a Black Planet: Introdução à Subcultura Gótica